brazino777 - Toyota admite que carro a hidrogênio não está dando certo

0

Alternativa aos carros elétricos, célula de hidrogênio ‘não pegou’ e Toyota vai aplicar tecnologia para veículos comerciais

Toyota Mirai: carro movido a hidrogênio enfrenta dificuldades
Toyota Mirai: carro movido a hidrogênio enfrenta dificuldades

Os detratores de carros elétricos sempre utilizam o exemplo da Toyota para falar que esse tipo de tecnologia “não tem futuro”, tendo em vista que uma das maiores montadoras do mundo está investindo em outra alternativa. Isso porque a Toyota é reconhecida por sua tecnologia pioneira de carros movidos a célula de hidrogênio. O Toyota Mirai é o primeiro modelo comercial com a tecnologia. Contudo, nem tudo parece estar indo bem.

RecebanotíciasnoWhatsApp!
Inscreva-se em nosso canal no YouTube
Assine nosso canal no Telegram

Isso porque o uso de células de combustível a hidrogênio em carros de passageiros ainda enfrenta desafios de infraestrutura. É muito complexo estabelecer uma rede de postos de abastecimento de hidrogênio. Nos Estados Unidos, por exemplo, há apenas 39 pontos. E essa constatação vem da própria… Toyota!

O Chief Technology Officer (CTO) da Toyota, Hiroki Nakajima, confirmou que a montadora tem enfrentado dificuldades na adoção em larga escala do Mirai devido à escassez de postos de abastecimento de hidrogênio. O executivo afirma que a falta de estações de abastecimento faz com que o Mirai seja menos viável no mercado, o que restringe sua disponibilidade, afetando seu volume de produção. A declaração foi dada no Salão de Tóquio em entrevista ao site Auto Car.

“Tentamos o Mirai, mas não fomos bem-sucedidos”, disse Nakajima. “As estações de hidrogênio são muito poucas e difíceis de serem implementadas, por isso o Mirai é menor em volume.” De fato, o sedã tem poucas vendas. Foram pouco mais de 2 mil unidades globalmente neste ano.

LEIA:
Dono protesta com Volvo XC40 queimado na porta da concessionária
GWM Haval H6 vende mais que Corolla Cross em maio
VÍDEO | Nissan Sentra 2023 Exclusive ganha pelo design e conforto
Jeep Renegade é investigado pelo MP por grave defeito
Novo carro popular: Governo reduz imposto para modelos até R$ 120 mil

Alternativa

Aliás, no mesmo evento a Toyota apresentou conceito de carros elétricos que devem chegar em breve: uma picape monobloco e um SUV. Mas isso não quer dizer que ela vá abandonar o hidrogênio. A empresa pretende encontrar outras opções para aplicar a tecnologia de células de combustível a hidrogênio.

Uma das soluções é a utilização por veículos comerciais, que são considerados mais adequados para essa tecnologia. Os veículos comerciais são mais propícios ao uso de hidrogênio devido ao tamanho e peso dos veículos em detrimento de baterias de íon-lítio. Outra alternativa é lançar picapes médias a hidrogênio.

Além disso, a criação de uma rede de postos de abastecimento controlada e mais direcionada é mais viável para veículos comerciais, que normalmente seguem rotas definidas e têm necessidades de abastecimento previsíveis. Essa estratégia facilita a operação de postos de abastecimento, garantindo a estabilidade necessária para o fornecimento de hidrogênio.

Além do hidrogênio

Na mesma entrevista, fica evidente qual é a principal aposta da Toyota. Além da tecnologia de células de combustível a hidrogênio, a marca pesquisa baterias de estado sólido, prevendo o lançamento de sua tecnologia de bateria de estado sólido em 2027 ou 2028.

Essa tecnologia é um avanço significativo para veículos elétricos. A bateria em estado sólido promete aumentar a densidade de energia reduzindo seu tamanho, peso e custo. No entanto, essa tecnologia inicialmente será cara e sua aplicação se limitará a veículos de alto desempenho ou com sistemas de recarga de alta performance.

Enquanto isso, a Toyota também está trabalhando em seu desenvolvimento de baterias de íon-lítio e planeja lançá-las em seus novos carros elétricos a partir de 2026. Essas baterias foram projetadas para redução do tamanho e peso de componentes.

\Isso inclui eixos elétricos, sistemas de controle de temperatura e módulos de bateria, permitindo que sejam aplicadas em uma variedade mais ampla de veículos, incluindo sedãs da marca Lexus e carros esportivos Toyota.

ViaAuto Car