brazino777 - Governo quer aumentar percentual de etanol na gasolina para 30%

0

Indústria de cana-de-açucar festeja a mudança, mas isso vai afetar o bolso do consumidor. Aumento do etanol passará por estudos técnicos

Volkswagen Polo Track: marca foi a primeira a lançar carros flex, etanol e gasolina
Volkswagen Polo Track: marca foi a primeira a lançar carros flex, etanol e gasolina

O governo brasileiro está buscando alternativas para descarbonizar a frota nacional. Uma das propostas é aumentar a quantidade de etanol na gasolina de 27,5% para 30%. Essa informação foi dada pelo ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, durante a Abertura da Safra Mineira da Cana de Açúcar, em Uberaba (MG).

RecebanotíciasnoWhatsApp!
Inscreva-se em nosso canal no YouTube
Assine nosso canal no Telegram

O objetivo é fomentar a indústria sucroenergética e proporcionar mais sustentabilidade para o setor de combustíveis, melhorando ainda mais a matriz energética do país. O projeto inclui a criação do Programa Combustível do Futuro, que valorizará o etanol como uma solução sustentável de baixo carbono e estimulará a produção de carros flex híbridos.


“Acabo de anunciar, na a proposta para aumentar de 27,5% para 30% o teor de etanol na gasolina. Esse aumento acontecerá de maneira gradual, com previsibilidade e transparência. Vamos fazer essa avaliação técnica junto com a indústria automotiva e o setor produtivo de etanol para dar segurança aos consumidores”, disse o ministro.

Para que a proposta seja implementada, será necessário criar um grupo de trabalho que fará toda a avaliação técnica necessária, em conjunto com a indústria automotiva e o setor produtivo de etanol. A estimativa é que o aumento da mistura possa levar a uma redução de 2,8 milhões de toneladas de CO2 emitidas anualmente e a um aumento de 1,3 bilhão de litros de consumo do biocombustível.

Porém nem tudo são flores… Em 2015, quando a mistura foi aumentada para 27,5%, estudos feitos pela Petrobras não identificaram impactos. Mas a Associação Nacional das Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) recomendou o uso de gasolina premium para os veículos que não tinham motorização flex. Outro ponto que pode gerar impacto é o preço da gasolina, já que o etanol tem períodos de baixa produção e os produtores podem optar pela fabricação de açúcar, elevando o preço do biocombustível.

Atualmente, somente 30% dos carros em circulação no país utilizam etanol, segundo dados da Anfavea com base em informações da Empresa de Pesquisa Energética. A proposta será levada para a próxima reunião do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), para discussão e possível implementação.

Confira estes conteúdos que estão bombando:
DPVAT 2023: seguro obrigatório não será cobrado
Porsche 918 Spyder tem o IPVA 2023 mais caro do Brasil
BOATO: mensagem no WhatsApp engana sobre Taxa de Licenciamento